sexta-feira, 6 de novembro de 2015

[Sermão] Quão velho é o seu novo homem?

Contexto:
“Depois de ter exercido seus direitos como cidadão romano e apelado a César, Paulo foi enviado a Roma, aonde provavelmente, chegou durante a primavera de 61 d.C. Ali, ele esteve preso por dois anos. Assim, é provável que esta epístola [aos Efésios] tenha sido escrita por volta do ano 62 [d.C.].” (Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 6, p. 1102).
A carta aos Efésios possivelmente foi escrita com a intenção de ser uma carta circular para várias igrejas, inclusive a que estava em Éfeso. Isso a distingue de outras cartas de Paulo, como aos Coríntios e aos Gálatas, pela ausência de orientações sobre pontos de conflito específicos de uma comunidade cristã.

A carta aos Efésios pode ser dividida em duas: Os três primeiros capítulos (1-3) tratam de assuntos doutrinários onde assuntos teológicos importantes são desdobrados como a salvação pela graça por meio da fé (Efésios 2:8-9). Os três últimos capítulos (4-6) são instruções práticas, onde a igreja é ensinada a revelar na vida a teologia cristã.


I. O VELHO HOMEM

Texto: Efésios 4:17-19
"Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza."
1. Gentio, do grego ethnikos, era um termo genérico usado pelos judeus para designar todos os que não eram judeus.

2. Paulo dá um novo sentido para a palavra ao aplicá-la aos que não foram regenerados pela graça de Cristo. Não era mais uma questão étnica e sim salvífica, pois “ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo” (João 3:3, NVI).

3. E pior, Paulo afirma que há pessoas de Israel vivendo como gentios no meio de Israel. São características de um gentio:
  • Possui entendimento obscurecido.
  • Está separado da vida de Deus.
  • Perdeu a sensibilidade.
  • A mente coleciona toda espécie de impureza.
4. Trata-se do “velho homem”, que Romanos 6:6 diz que foi crucificado com Cristo e teve seu corpo destruído para não ser mais escravo do pecado. O velho homem foi sepultado (Romanos 6:4).


II. O NOVO HOMEM

Texto: Efésios 4:20-24
"Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade."
1. “Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos” (Efésios 4:22).

2. Independentemente de termos crescidos em lar cristão ou não, todos nós sabemos o que é ser gentios. Todos nós já experimentamos a doce ilusão de viver como velho homem.

3. Só podemos nos despir do velho homem se nosso modo de pensar for renovado pelo Espírito Santo, pois o velho homem perdeu a sensibilidade e tem a mente obscurecida.

4. Sei que tive a mente e o coração regenerado pelo Espírito Santo quando começo a discernir com mais seriedade o quanto meu caráter precisa ser mais parecido com o de Jesus.

5. Nos revestimos “do novo homem” (Efésios 4:24) quando tomamos pequenas e importantes decisões diárias que são totalmente contrárias àquilo que o velho homem tinha prazer.


APELO

O novo homem surge pela graça de Cristo para “ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade” (Efésios 4:24).
“Sempre que o coração é purificado do pecado, Cristo é colocado no trono uma vez ocupado pela condescendência própria e pelo amor aos tesouros terrenos. Vê-se a imagem de Cristo na expressão do rosto. A obra de santificação é levada avante na alma. É banido o egoísmo. Vê-se o aparecimento do novo homem, que, segundo Cristo, é criado em justiça e verdadeira santidade.” (Ellen G. White. Conselhos Sobre Mordomia, p. 27-28).
Quão velho é o seu novo homem? A resposta correta não está relacionada ao tempo, mas ao acontecimento. Você está disposto a permitir hoje que Jesus lhe ajude a despir do velho para se revestir do novo?