quinta-feira, 27 de novembro de 2014

A lei de Deus e nossas intenções


"Porque Ele perscruta até as extremidades da terra, vê tudo o que há debaixo dos céus" (Jó 28:24)


A lei de Deus alcança as ações internas e as externas do ser humano. Ela é o árbitro dos pensamentos, intentos e propósitos do coração. Uma pessoa pode ser culpada de pecados que somente Deus conhece. Na verdade, a lei de Deus é um perscrutador de corações. Há paixões escondidas, inveja, vingança, ódio, malignidade, luxúria e ambições egoístas cobertas à observação humana, mas conhecidas pelo grande Eu Sou. Pecados têm sido imaginados, mas não têm sido cometidos por falta de oportunidade. Esses pecados secretos formam o caráter. A lei de Deus não apenas condena o que cometemos, mas também o que não cometemos por falta de oportunidade. No dia do juízo, encontraremos um registro dos pecados de omissão bem como dos pecados de comissão. Deus trará tudo a julgamento, todas as coisas secretas. Não é suficiente que, por nossa própria avaliação do caráter, provemos que não cometemos erros. O fato de que não tenhamos feito nenhum bem será suficiente para condenação como servo mau e infiel.
 
Ellen G. White. Manuscript Releases, v. 6, p. 141