quarta-feira, 30 de abril de 2014

Comentário de um pastor presbiteriano sobre o Sábado em Gênesis 2:3

Deus não descansou como se estivesse cansado, mas como alguém que estava regozijante. Observe-se no próprio princípio do reino da graça, a santificação ou a observância sagrada ao dia de repouso. A observância solene de um dia a cada sete dias, como um dia de sagrado repouso e de santo trabalho, para a honra de Deus, era um dever de toda a pessoa a quem Deus tinha dado a conhecer os seus santos dias de repouso. Neste momento, nenhum ser da raça humana existia, exceto os nossos primeiros pais. Para eles, foi instituído o dia do repouso e, é claro, também para todas as gerações posteriores. O repouso cristão, que observamos, é um sétimo dia e nele celebramos o repouso do Deus Filho e a consumação da obra de nossa redenção.

— Matthew Henry [pastor presbiteriano]. Comentário Bíblico: Gênesis, p. 5.