segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos (Provérbios 16:2)

"Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o SENHOR pesa o espírito." (Provérbios 16:2)

Embora a maioria das pessoas tenha consciência de seus defeitos, é raro pecarem de maneira deliberada sem tentar se justificar. Talvez se comparem a outros e decidam que, considerando a própria experiência e suas dificuldades pessoais, são pelo menos tão boas quanto eles. Ou podem raciocinar que tem certas fraquezas, as quais levarão o Senhor a perdoar desvios ocasionais do que é certo. Aceitam os padrões estabelecidos por Deus, mas não estão prontas a obedecer-lhes por completo.

O ser humano que se considera a própria lei se convence de que seus caminhos são puros. Como suas conclusões poderiam ser diferentes se o único padrão de julgamento que ele possui é o próprio? É obra do Espírito Santo romper com essa condescendência e trazer convicção de que existe um padrão absoluto, declarado com toda clareza na Palavra de Deus, além de ilustrado e exemplificado com toda clareza na vida de Cristo. 

Somente o Criador conhece os motivos subjacentes ao coração enganoso das pessoas. Ele usa todas as agências do Céu para convencer da necessidade de um Salvador e da suficiência do poder divino para a regeneração.

— Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 3, p. 1129

"Falai de tal maneira e de tal maneira procedei como aqueles que hão de ser julgados pela lei da liberdade." (Tiago 2:12)