quarta-feira, 3 de julho de 2013

O que podemos aprender com o discurso de Jó registrados no capítulo 6 e 7?

O discurso de Jó, registrado nos capítulos 6 e 7 do livro que leva seu nome, mostra-nos certos perigos:
I. O perigo da ênfase demasiada na vaidade da vida. Os seres humanos devem se lembrar de seu grande valor aos olhos de Deus.
II. O perigo da livre expressão das emoções. Quando Jó removeu suas inibições, queixou-se com amargura, fez perguntas com irreverência, acusou com rispidez e rogou com impaciência.
III. A tendência do coração humano, quando cegado pela dor ou agitado pela paixão, de interpretar mal a atuação de Deus.
IV. A certeza de que as pessoas boas ainda podem ter dentro delas muito da velha natureza não regenerada, que não é percebida até que a ocasião a revele. Dificilmente alguém podia prever que Jó tivesse um rompante de ira.
(Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 3, p. 579)