sábado, 25 de maio de 2013

Esdras 1 e o cumprimento da profecia dos 70 anos de Jeremias

"No primeiro ano de Ciro [538/537 a.C.], rei da Pérsia (para que se cumprisse a palavra do SENHOR, por boca de Jeremias), despertou o SENHOR o espírito de Ciro, rei da Pérsia, o qual fez passar pregão por todo o seu reino, como também por escrito, dizendo: Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O SENHOR, Deus dos céus, me deu todos os reinos da Terra; e Ele me encarregou de Lhe edificar uma casa em Jerusalém, que é em Judá." (Esdras 1:1-2).

Estas são as profecias de Jeremias:
"Toda esta terra virá a ser um deserto e um espanto; estas nações servirão ao rei da Babilônia setenta anos. Acontecerá, porém, que, quando se cumprirem os setenta anos, castigarei a iniquidade do rei da Babilônia e a desta nação, diz o SENHOR, como também a da terra dos caldeus; farei deles ruínas perpétuas." (Jeremias 29:11-12).

Esta profecia convenceu o profeta Daniel que o tempo do retorno e da restauração havia chegado:
"No primeiro ano de Dario, filho de Assuero, da linhagem dos medos, o qual foi constituído rei sobre o reino dos caldeus, no primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi, pelos livros, que o número de anos, de que falara o SENHOR ao profeta Jeremias, que haviam de durar as assolações de Jerusalém, era de setenta anos." (Daniel 9:1-2).

O cativeiro babilônico começou em 605 a.C. com a primeira invasão de Nabucodonosor em Jerusalém (da qual, o próprio Daniel foi levado). Os 70 anos da profecia de Jeremias deveriam terminar em 536 a.C., de acordo com o método de contagem judaico (contagem inclusiva). Portanto, se o decreto de Ciro foi promulgado no verão ou outono de 537 a.C. e os judeus provavelmente retornaram à sua terra na primavera do ano seguinte, em 536, isso confirmava o cumprimento das profecias de Jeremias. - Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 3, p. 349