domingo, 10 de fevereiro de 2013

Podemos obedecer a lei de Deus sem a graça de Jesus?


"O SENHOR, nosso Deus, seja conosco, assim como foi com nossos pais; não nos desampare e não nos deixe; a fim de que a Si incline o nosso coração, para andarmos em todos os Seus caminhos e guardarmos os Seus mandamentos, e os Seus estatutos, e os Seus juízos, que ordenou a nossos pais." (1 Reis 8:57-58)

O desejo de seguir os caminhos do SENHOR e guardar Seus mandamentos é um impulso divinamente implantado. O Santo Espírito de Deus trabalha constantemente, guiando os seres humanos nas veredas da verdade e da obediência.

"Porque, aquilo que a lei fora incapaz de fazer [...], Deus o fez, enviando Seu próprio Filho, [...] a fim de que as justas exigências da lei fossem plenamente satisfeitas em nós, que não vivemos segundo a carne, mas segundo o Espírito." (Romanos 8:3-4 NVI)

Quanto mais uma pessoa se aproxima do SENHOR, mais plenamente abandona tudo o que é pecaminoso e mais disposta está para fazer o que Deus pede. O Espírito de Deus conduz o ser humano à obediência e o dispõe a guardar os mandamentos da lei [de Yahweh], mas não faz isso contra sua vontade. Quem está disposto a obedecer, fica habituado à obediência.

"De fato a lei é santa, e o mandamento é santo, justo e bom." (Romanos 7:12)

Quanto mais a pessoa se aproxima do SENHOR, mais seus pensamentos se tornam os pensamentos de Deus e os caminhos de Deus, os seus caminhos. Quando o ser humano vai ao SENHOR com humildade de espírito e boa disposição de coração, desejoso de aprender Seus caminhos e de andar neles (Salmos 119:26, 27, 30, 32-36), começa a perceber que obedecer a Deus é uma alegria e não um dever, e a lei [de Yahweh] passa a ser de liberdade (Salmos 119:45, 47, 97; Tiago 1:25; 2:12), em vez de um jugo.

"Sabemos que a lei é boa, se alguém a usa de maneira adequada." (1 Timóteo 1:8)
"Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da Tua lei." (Salmos 119:18) 

(Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 2, p. 846)