domingo, 26 de agosto de 2012

O que é profecia?


Que privilégio estar aqui para penetrarmos juntos no extraordinário mundo das profecias bíblicas. Espero, sinceramente, que este encontro com as profecias possa ajudá-lo no crescimento e conhecimento da Palavra de Deus.

O mundo das profecias é extraordinário. Para muitos é algo completamente escuro e desconhecido. Às vezes, assustador. Por isso quero aproveitar este primeiro programa para apresentar algumas definições do que é profecia.

Segundo o dicionário, profecia é “predição do futuro feita por um profeta; oráculo, vaticínio, presságio, prognosticar, prever, antever”.

Que privilégio estar aqui para penetrarmos juntos no extraordinário mundo das profecias bíblicas. Espero, sinceramente, que este encontro com as profecias possa ajudá-lo no crescimento e conhecimento da Palavra de Deus.

O mundo das profecias é extraordinário. Para muitos é algo completamente escuro e desconhecido. Às vezes, assustador. Por isso quero aproveitar este primeiro programa para apresentar algumas definições do que é profecia.

Segundo o dicionário, profecia é “predição do futuro feita por um profeta; oráculo, vaticínio, presságio, prognosticar, prever, antever”.

As profecias podem ser divididas em três grupos: segundo o modelo clássico, segundo o modelo preditivo e segundo o modelo de ensino.

A profecia, segundo o modelo clássico, tem que ver com uma situação contemporânea. Em outras palavras, Deus enviava uma mensagem para o povo daquela época. Um exemplo disto são as profecias de Isaías e Jeremias, que continham muitas mensagens específicas para o povo de Judá e Israel. Este tipo de profecia foi muito usado. Deus enviou muitos profetas para falarem de coisas que iriam acontecer com povo israelita. Talvez esta foi a forma mais usada por Deus para Se comunicar com o povo dEle.

Além do modelo clássico, temos a profecia segundo o modelo preditivo.  Este modelo está mais relacionado com profecias para o futuro. As profecias de Daniel e Apocalipse se enquadram nesta categoria. Tenho a impressão de que quando falamos em profecia, este tipo logo vem a nossa mente. Basta falar em profecias que pensamos logo nos livros de Daniel, Apocalipse, Ezequiel. Não é mesmo?

Mas além dos modelos clássico e preditivo, temos também as profecias segundo o modelo de ensino. Ou seja, o dom de profetizar também está relacionado como dom de comunicar a mensagem de Deus através do ensino e da pregação. Na Bíblia temos vários exemplos de pessoas que desenvolveram este dom de ensinar a vontade de Deus ao povo.

Mas há um outro ponto que gostaria de salientar neste momento: um profeta nunca se auto-proclama profeta. Ele é chamado por Deus. E esse chamado de Deus para ser profeta pode ser por um período de tempo ou por toda uma vida. Na Bíblia temos muitos exemplos de homens que foram profetas durante toda a sua vida. Um deles foi Daniel. Ele dedicou toda a sua vida a Deus e Deus o usou enquanto viveu. Por outro lado, temos Jaaziel, que exerceu esse dom só por um momento (II Crônicas 20). Pelo menos a Bíblia não menciona mais nada a seu respeito.

Mas qual é o objetivo das profecias?  A escritora Ellen G. White, define o objetivo das profecias como sendo “a luz que brilha no caminho do justo para o louvor e no [caminho do] ímpio para guiá-lo ao arrependimento e à conversão” (E.G.W.  Minha Consagração Hoje, p. 42).

Não tenho a menor dúvida que o objetivo das profecias é revelar o caminho que Deus já mostrou aos nossos antepassados e que certamente será muito útil para todos nós.  Elas mostram um Deus cheio de amor que quer ter um relacionamento de amizade e companheirismo com o ser humano.

Deixa eu contar uma história para você: San Pietro era a mais importante cidade das Antilhas Francesas, na América Central. Era conhecida por sua beleza, diversões e alto comércio. Nela atracavam navios de quase todos os países do mundo. Era uma cidade de vida noturna, e os seus habitantes se orgulhavam de residir na cidade mais depravada das Antilhas.

Era maio de 1902. O povo foi avisado de que o vulcão Pelee estava dando sinais de erupção. Os habitantes, confiantes em si mesmos, não quiseram fugir. No dia 7 de maio de 1902 uma chuva torrencial desabou sobre a ilha. O dia seguinte amanheceu limpo e fresco. Repentinamente, às 8 horas, duas explosões foram ouvidas até nas Ilhas Dominicana e Santa Lúcia. Em seguida, uma espessa nuvem, com listas brilhantes, desceu da cratera do vulcão e cobriu totalmente a cidade de San Pietro. Em 45 segundos, 28 mil habitantes que não acreditaram nas advertências que lhes foram dadas pereceram.

Amigo ouvinte, como é importante crer! Especialmente crer nos conselhos e advertências que Deus nos dá por intermédio de seus profetas. Lembre-se, as profecias são dadas para iluminar o caminho e levar outros a se converterem a este Deus, que nos ama e está disposto a nos ajudar.

Eu espero, sinceramente, que você possa viver de fato o verso de II Crônicas 20:20:
“Creia no Senhor teu Deus e você estará seguro. Creia nos profetas dEle e você prosperará”.

(Amilton  Menezes. Encontro com as profecias: O que é profecia? Disponível em: <http://www.redemaranatha.com.br/?p=4)